“Salvando Vidas” Programa de apoio a hospitais do BNDES e Sociedade Civil seleciona Santa Casa de Capão Bonito para recebr doações.
Notícia publicada em 16 de novembro de 2020

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) lançou  a campanha de financiamento coletivo “Salvando Vidas”, com potencial para se tornar a maior ação desse tipo na história do país e que já conta com o apoio de grandes empresas como Linx e Klabin, a gestora de recursos Lorinvest e o Banco ABC Brasil. O BNDES vai dobrar o valor em dinheiro de contribuições da sociedade civil e de empresas até o valor de R$ 50 milhões. Essa quantia será aplicada na linha de frente do enfrentamento da pandemia do COVID-19, ou seja, na aquisição de material, insumos e equipamentos de proteção para os médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde que estão nos hospitais.
O “Salvando Vidas” conta com parceria da Confederação das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Entidades Filantrópicas (CMB), que centraliza as demandas e a distribuição entre todos os hospitais do projeto, para que possam se fortalecer diante do número crescente de atendimentos de casos de COVID-19. E um dos hospitais selecionados pelo órgão foi a Santa Casa de Capão Bonito.
As doações já começaram a chegar a instituição.  Entre os itens adquiridos pelo programa que vão para a linha de frente do combate ao novo coronavírus, estão máscaras cirúrgicas, luvas, capotes, aventais, óculos e máscaras de proteção, ou seja, Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) necessários para a proteção dos profissionais da saúde de todo o Brasil que atuam no tratamento dos pacientes. As doações  chegam a um valor em torno de 35 mil reais em equipamentos.
Desde o início da Pandemia, a Santa Casa tem enfrentado esse novo momento, com muita seriedade. Todas as medidas de higiene e segurança tem sido tomadas em todas as áreas do hospital. Além disso, uma importante conquista histórica foi a possibilidade de instalação de uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), exclusiva para o tratamento e cuidados de pacientes do coronavirus que conta com 5 leitos totalmente equipados.
Todos Juntos Pela Saúde: Através dessa iniciativa a Santa Casa tem recebido através de diversos setores da sociedade, inúmeras colaborações para a enfrentamento da Pandemia.  Desta forma tem sido possível realizar um trabalho de significativa importância, garantindo segurança, tranquilidade e acesso aos serviços de saúde para quem infelizmente foi acometido por este vírus.
Segundo o Diretor do BNDES, Petrônio Cançado. “Trata-se não só de apoio financeiro, mas de uma demonstração de que a sociedade pode enfrentar o problema de forma colaborativa. O BNDES usa sua capacidade de articulação para atender o que é prioritário para as pessoas agora: salvar vidas. Esperamos que a iniciativa tenha efeito multiplicador, estimulando pessoas, empresas e grandes doadores a se engajar no projeto”.
A CMB fará o dimensionamento, junto às instituições de saúde, dos bens e serviços mais críticos à prevenção e combate ao COVID-19, bem como dos hospitais a serem beneficiados pelo “Salvando Vidas”. A SITAWI, com o apoio da Benfeitoria, fará a gestão dos recursos financeiros, a prestação de contas e aquisição dos itens e a coordenação da campanha. Já a Bionexo disponibilizará sua plataforma de tecnologia para avaliação e cotação de preços junto a mais de 10 mil fornecedores e atuará no acompanhamento junto com a CMB das entregas individualizadas em cada instituição de saúde.
As Santas Casas e Hospitais Filantrópicos são responsáveis por aproximadamente 50% dos atendimentos do SUS no país. Além disso, empregam quase 1 milhão de pessoas – sendo um terço do efetivo de enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem do país. Os materiais e equipamentos do projeto “Salvando Vidas” devem chegar a mais de 900 Santas Casas e Hospitais Filantrópicos, de todas as regiões do Brasil.

Campanha de Matchfunding Salvando Vidas
Colaborações de R$10 até R$ 100 mil através de boleto e cartão de crédito pelo link www.benfeitoria.com/salvandovidas
Colaborações acima de R$100 mil via transferência bancária para SITAWI, pelo e-mail SalvandoVidas@SITAWI.net